quinta-feira, 23 de abril de 2015

O meu Dia Mundial do Livro




A ler neste dia


Leitura completamente diferentes mas que tem preenchido mais um dia em que nunca faltam uns momentos de leitura.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dia Mundial do Livro WOOK


Dia 23 e 24 - 25% em  todos os livros naWOOK

O Último Minuto - Sandra Brown


Dawson Scott é um jornalista muito respeitado recentemente regressado do Afeganistão. Assombrado por tudo o que viveu, sofre de neurose de guerra, o que é uma ameaça para todos os aspetos da sua vida. Um dia recebe o telefonema de uma fonte dentro do FBI. Houve um novo desenvolvimento numa história que começou há quarenta anos. Poderá ser a GRANDE história da carreira de Dawson, na qual ele tem um interesse pessoal.
Em breve Dawson está a investigar o desaparecimento e alegado homicídio do ex-fuzileiro naval Jeremy Wesson, filho biológico do casal de terroristas que permanece na lista dos Mais Procurados do FBI. Dawson dá então por si a gostar cada vez mais da ex-mulher de Wesson, Amelia, e dos seus dois filhos. Porém, quando a ama de Amelia aparece morta, o caso toma um novo rumo surpreendente, com o próprio Dawson a tornar-se suspeito. Assombrado pelos seus próprios demónios, Dawson inicia a perseguição dos famosos criminosos...e da verdade surpreendente e secreta sobre si próprio.

Opinião:

Sandra Brown  e mais um magnifico livro, em que do principio fui completamente surpreendida, claro que já esperava estas reviravoltas nos mistérios que a autora tão bem escreve.
Um jornalista, Dawson Scott que vai envolver- se numa investigação sobre a morte de Jermy Wesson, um ex-fuzileiro, que desaparece misteriosamente durante o assassinato da sua amante e que supostamente foi morta pelo marido a quem recai as suspeitas de também ter assassinado Jeremy.
Jeremy é filho de um casal de terroristas que a quarenta anos atrás tinham praticado vários crimes e que deste então fazem parte da lista dos mais procurados do FBI.
Criado longe dos seus pais, Jeremy levou uma vida normal, tendo casado com Amelia, de quem tem dois filhos.
Durante o julgamento do alegado assassino do seu marido Amelie começa a sentir-se observada, e não só pelo jornalista Dawson,que  a vigia e por quem vai sentir-se atraída.
A morte misteriosa da ama dos filhos de Amelie ,adensa mais o mistério do que esta-se a passar, e o passado ameaça Dawson e muitas coisas surpreendentes irão acontecer pois pessoalmente Dawson está envolvido neste intrigante mistério.
Um enredo de tirar o fôlego até ao final, que é inesperado.Daria um belo filme de mistério e romance.
Adorei.

Sem Medo do Destino - Nora Roberts

Nos indolentes dias de verão, uma intensa vaga de calor é a maior notícia na cidade de Washington – mas a meteorologia é ignorada quando uma jovem é encontrada estrangulada.
Mais duas vítimas se seguem e subitamente todos os grandes jornais falam no assassino a quem chamam “O Padre”. Quando a polícia requisita o auxílio da psiquiatra Tess Court, ela apresenta o retrato-perfil perturbador de uma alma perversa para definir o criminoso.
Mas o Detetive Ben Paris não quer saber da psique do assassino – o que ele não consegue ignorar é Tess.
Confiante e atraente, Ben tem uma lendária reputação como mulherengo, mas Tess não reage a Ben como as outras mulheres, tornando o desafio de a conquistar muito mais aliciante.
Enquanto Ben e Tess se associam como parceiros nesta perigosa missão, a chama da paixão acende-se… No entanto, alguém mais tem o olhar enfeitiçado pela bela psiquiatra loura, e talvez ninguém consiga impedir a próxima tragédia.


Opinião:

A muito que não lia um livro da Nora Roberts, uma das minhas autoras favoritas, que nunca desilude.
Um livro com um enigmático mistério , romance e acção.
O detective Ben Paris tenta solucionar o mistério do assassinato de várias jovens, que aparecem estranguladas ao que parece por motivos ligados á religião.O assassino a quem chamaram "Padre" revela ser alguém atormentado e com problemas psíquicos, e é ai que entra Tess , uma psiquiatra que vai ajudar a policia a perceber a mente do "Padre" e quais serão os motivos que o leva a praticar tais crimes.Ben o detective, ira ao principio ser contra, pois ele não tem um bom relacionamento com a psiquiatria, a quem culpa por um terrível acidente no seu passado, mas Tess irá conquista-lo, assim como ao "Padre" . 
Com um fim inesperado, foi mais uma leitura agradável bem ao estilo da autora, agora é esperar por os próximos livros desta serie.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Um Amor Perdido - Anna Macpartlin

A 21 de junho de 2007 Alexandra Kavanagh saiu de casa, falou com a vizinha, meteu-se no comboio, chegou à estação de Dalkey e desapareceu... Tom está destroçado. Não encontra a mulher, o seu mundo desmoronou e o seu único objetivo é localizá-la. Durante dezassete anos, Jane cuidou do filho Kurt, da excêntrica irmã Elle, e da rabugenta mãe Rose. A única pessoa de que não cuida é dela própria. Elle é artista e considerada um génio. Como tal, o seu comportamento um tanto errático é tolerado. Embora a sua vida pareça perfeita, a tristeza de Elle é por vezes profunda. Leslie perdeu toda a família para o cancro. Passou vinte anos à espera de morrer, mas após uma operação radical está determinada a viver de novo. Quatro meses depois do desaparecimento de Alexandra. Tom entra num elevador com Jane, Elle e Leslie para um concerto de Jack Lukeman. Uma hora mais tarde, os quatro desconhecidos saem de lá com as suas vidas entrelaçadas para sempre. Um Amor Perdido aborda o alcoolismo, a depressão, a negação e a dor e ainda assim irá dar por si a sorrir e até a rir.

Opinião:

Gosto muito desta autora, os seus livros são sempre muito emotivos .
Mais um livro com diferentes personagens, cada uma com um problema , e as suas maneiras de os superarem.
Tudo começa com o desaparecimento de Alexandra, Tom o seu marido tenta encontra-la desesperadamente, nessa procura por um mero acaso encontra Jane, uma amiga de infância de Alexandra, a qual não  a via a dezassete anos, desde que ainda adolescente engravidou .Jane além de criar o seu filho, tem que ajudar a sua irmã Elle, que tem uma maneira caótica de viver, e ainda a sua mãe Rose, que vive na cave da sua casa e tem um problema de alcoolismo.Leslie junta-se a estes na procura de Alexandra , mas Leslie também tem um verdadeiro drama pessoal, é portadora do mesmo gene que matou toda a sua família , cancro.
E é com esta dramáticas histórias que este livro cativou-me, e ainda assim existe um toque de humor nas personagens que deixam todos estes dramas mais leves de ler.
Muito bom.

Letal - Sandra Brown


Quando a filha de quatro anos lhe diz que está um homem doente no seu jardim, Honor Gillette corre a ajudá-lo. Mas esse «doente» revela ser Lee Coburn, o homem acusado de assassinar sete pessoas na noite anterior. Perigoso, desesperado e armado, ele promete a Honor que ela e a filha não irão magoar-se se ela fizer tudo o que ele lhe pedir. Honor não tem alternativa a não ser aceitar a sua palavra. Em breve Honor descobre que nem as pessoas mais próximas de si são de confiança. Coburn afirma que o seu falecido marido possuía algo extremamente valioso que coloca Honor e a filha em perigo. Coburn está ali para levar consigo esse objeto - a qualquer custo. Dos escritórios do FBI em Washington, D.C. a um velho barco no litoral da Louisiana, Coburn e Honor fogem das pessoas que juraram protegê-los e desvendam uma teia de corrupção e depravação que os ameaça não só a eles, mas à própria sociedade.


Opinião:

Mais um magnifico livro de Sndra Brown, sempre movimentado, suspense, amor  e sempre com um fim imprevisível.
Quando Honor chega ao seu jardim, depois da sua filha a chamar, ela encontra Lee Coburn, um homem que está sendo perseguido por toda a policia, acusado de ter assassinado sete pessoas da firma onde trabalhava.
A partir desse momento a sua vida e a da sua filha vai mudar, Honor é viúva de um policial, que deixou um segredo importante por revelar, e Lee está a procura da pista para esse segredo.
Honor não sabe, mas ela é a principal peça desse segredo, Lee juntamente com Honor vão fazer de tudo para descobrir  o que Eddie escondia, e a caça ao homem pela policia continua, num jogo de gato e rato muito bem escrito pela autora. Um livro cheio de suspense e surpresas, como quem orquestrou todos esses assassinatos e porque.Confesso que fiquei surpreendida pelo final, estava muito longe de saber que era esta personagem o criminoso.Muito bom. 

Branco - Rosie Thomas


Um livro que nos mostra os limites do sacrifício humano, a auto-confiança, e o poder da compaixão.
Para Sam MacGrath um encontro fugaz com uma jovem num voo turbulento, é o suficiente para lhe mudar a vida. Loucamente atraído por ela, cede ao seu impulso e decide segui-la até ao Nepal. A jovem Finch Buchanan ingressa numa expedição aos Himalaias como médica, mas quando chega, reencontra um homem que nunca conseguiu esquecer. Al Hood fez uma promessa à filha: se conquistar o pico desta montanha, deixará a escalada para sempre. O Evereste eleva-se sobre o grupo, lindo e silencioso. Contra as ameaças do clima e da altitude, ergue-se a paixão e a força de vontade. As relações intensas entre Finch, Al e Sam, começam a desenrolar-se... Perante tamanho desafio, as consequências podem ser trágicas.

Opinião:

Gosto da maneira de escrever de Rosie Thomas e muito dos temas que aborda nos seus livros, desta vez uma escalada até o Everest, que é um tema que me fascina, o agressividade dos elementos naturais, o ser humano a atingir os limites do suportável.
Mas nem só de escaladas fala este romance, fala de amizade, de um amor por um ideal de vida,  de entre ajuda entre um grupo de pessoas que vão tentar fazer subir ao Everest.
Sam MacGrath, um jovem que encontra uma mulher no aeroporto, e que a vai seguir até ao Nepal, onde vai enfrentar um dos seus medos, a escalada de uma montanha, algo que recusou-se e fazer a muito tempo atrás , indo contra o sonho do seu pai.
Finch Buchanan, uma médica alpinista que vai ao encontro do amor da sua vida Al Hood, um alpinista que ama mais a escalada acima de tudo.
A estas personagens junta-se um grupo de homens de negócios que querem realizar o sonho de chegar ao topo do Everest.
Um emocionante relato de uma das mais difíceis escaladas de montanha do mundo.Gostei. 

terça-feira, 31 de março de 2015

Alguém Como Tu - Cathy Kelly

Emma, Leonie e Hannah têm um desejo por concretizar – e então serão verdadeiramente felizes…
Para a recém-casada Emma, a felicidade consiste em conceber um filho e escapar ao domínio do pai, que continua a controlar e a criticar cada um dos seus passos.
Leonie, uma divorciada mãe de três adolescentes e dona de um coração grande, procura o verdadeiro amor. Mas quando o homem dos seus sonhos finalmente aparece terá ela coragem para seguir o seu coração?
E para Hannah, a restabelecer-se de uma dolorosa separação, a felicidade advém de uma carreira de sucesso, que lhe dará a tão desejada independência e segurança – algo que, acredita ela, nenhum homem alguma vez lhe poderá dar. Ou será que pode?
Mas, por vezes, desejar algo do fundo do coração pode destruir a felicidade que espreita à porta…
Alguém como Tu enaltece a importância da amizade. À medida que cada uma segue a sua vida, aprende que, com amigas como estas, a vida floresce de formas maravilhosas e muitas vezes surpreendentes.


Opinião:

Gosto muito da maneira de escrever da autora.Quase um livro de auto-ajuda , pois tem varias lições de vida, que neste livro são dados por cada uma das três personagens deste livro.
Com vidas totalmente diferentes, Emma, Leonie e Hannah vão ficar amigas depois de uma viagem ao Egito.
Emma vive na esperança de ficar grávida, mas vive oprimida pelo pai dominador , que mesmo com 32 anos a critica por tudo o que ela faz,o que faz com que Emma viva uma vida controlada por terceiros.
Hannah é uma mulher decidida a seguir uma carreira, e nunca mais depender sentimentalmente de um homem depois do fim de um relacionamento de alguns anos, mas será que a vida vai seguir o rumo que ela destinou para si.
Leonie é uma mãe separada com três filhos adolescentes que sonha em encontrar o príncipe encantado, mas vendo os anos a passarem sem conseguir concretizar o seu sonho .
Acho que como mulher, identifiquei-me com uma das personagens, é isto que eu encontro na autora, ela foca a sua escrita nos problemas habituais das mulheres, de certeza que alguém vai identificar-se nas varias situações descritas nos seus livros.Sempre com varias personagens, e varias histórias de vida bem diferentes os livros de Cathy Kelly cativam-me.