segunda-feira, 2 de março de 2015

Coração Selvagem - Elisabeth Hoyt


Reynaud St. Aubyn passou os últimos sete anos num cativeiro infernal. Agora meio louco com febre, surge de repente no seu lar ancestral e exige o que lhe é devido. Pode este homem de aparência selvagem ser realmente o último herdeiro do conde, julgado morto por índios anos atrás?
Beatrice Corning, sobrinha do atual conde, é uma boa jovem inglesa. Mas tem um segredo: nenhum homem em carne e osso a excitou mais do que o belo jovem do quadro pendurado em casa do tio. De repente, esse mesmo homem está ali, em carne e osso… e a atraí-la para a sua cama.
Apenas Beatrice consegue ver o homem nobre dentro do aspeto selvagem de Reynaud. Reynaud sente-se atraído por aquela jovem encantadora, embora desconfie da lealdade dela. Mas poderá o amor de Beatrice domar um homem que não se deterá diante de nada para recuperar o seu título… mesmo que isso signifique sacrificar a inocência dela?

Opinião:

Adorei este último livro da serie A Lenda dos Quatro soldados.
 Reynaud St. Aubryn o último soldado que só regressa 7 anos depois, estando em cativeiro, sem os os outros companheiros saberem do seu paradeiro, confiando que deveria estar morto.Com o regresso de Reynaud irão os quatro soldados solucionar o mistério de quem afinal os traiu.
Junto com a solução deste mistério, temos um maravilhoso romance entre Reynaud e Beatrice, explosivo, sensual e cativante .Um magnifico romance de Elizabeth Hoyt, um excelente fim para esta série, para mim de certeza um dos melhores destes quatro romances.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Reencontros - Cathy Kelly

Eleanor Levine deixou a Irlanda há setenta anos, levando consigo pouco mais do que uma mala e o livro de receitas escritas à mão pela mãe. Agora, depois de toda uma vida, regressa de Nova Iorque com uma sabedoria duramente adquirida e memórias suas. Psicanalista conceituada, Eleanor sabe que existe uma última viagem que tem de fazer... A jovem e adorável actriz Megan Bouchier não precisava de correr atrás do sucesso, pois este chegava sem esforço. Fama foi o que ela sempre quis, até que um caso de amor desastroso lhe valeu os cabeçalhos que ela não queria. Agora, Megan precisa de um lugar para se esconder... A bela morena Rae é uma esposa maravilhosa, uma amiga leal e uma voluntária empenhada dentro da sua comunidade. No Salão de Chá Titania¿s, distribui chá e simpatia por toda a gente, até que um segredo doloroso do passado ameaça tudo o que mais ama... A professora Connie O¿Callaghan, um coração de ouro, desistiu do amor. Alegremente, aproxima-se dos quarenta, mas porque não encontra nenhum homem igual aos heróis dos romances de amor de que tanto gosta? Enquanto Eleanor relê as palavras reconfortantes da mãe e observa o desenrolar da vida através da sua janela da bonita Golden Square, em Dublin, começa lentamente a envolver-se nas vidas de Megan, Rae e Connie. Mas será que a sabedoria acumulada e transmitida de mãe para filha ainda é relevante nos dias de hoje? E quais são os ingredientes para uma vida bem vivida?

Opinião:

Renncontros é um livro muito feminino, fazendo um encantador relato de vida de quatro mulheres em idades diferentes, com estados de espírito diversos, e problemas muito femininos com os quais qualquer mulher identifica-se, e este é uma mais valia para este livro.
Megan é a mais jovem personagem deste livro, uma actriz de sucesso que ira enfrentar uma desilusão amorosa, junto com um péssimo mediatismo da sua imagem.Megan terá de tentar encontrar o que realmente quer da sua vida.
Corrine está a beira de entrar na casa dos quarenta, uma professora divertida, que encontra-se solteira e sem filhos, o que a deixa triste, pois o seu sonho era ter uma família, vai interrogar-se se realmente é necessário para a sua felicidade , e se ainda ira a tempo de encontrar o amor.
Rae, na casa dos cinquenta, tem um marido amoroso, um filho encantador, uma sogra resmungona, e muito amor pelo próximo, aparenta felicidade, mas tem um segredo que a persegue desde os 16 anos de idade, e que está prestes a ter que ser revelado.
Eleanor, uma psicanalista de 83 anos, que perdeu o marido recentemente, vai viajar para a Irlanda, onde nasceu , e que não visita desde criança, quando dai partiu com a sua mãe e tia para Nova York.Procura ela também a paz que necessita desde a morte do marido.
Estas 4 mulheres irão viver todas na mesma rua, cada uma com os seus problemas, e irão juntar-se, e conseguir tornar as sua vidas mais felizes, com muita amizade e amor á mistura.
Gostei muito deste livro, como disse bem feminino , com  as personagens a darem verdadeiras lições de vida .

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Paixões Agitadas - Jill Mansell


O ANO NOVO APROXIMA-SE E LIZA, DULCIE E PRU JÁ TOMARAM
AS SUAS RESOLUÇÕES. QUANDO SE ATINGE A CASA DOS TRINTA,
ESTÁ NA HORA DE DAR UM NOVO RUMO À VIDA!


Liza quer casar-se. Não tem ninguém em mente, mas atrair homens
interessantes nunca foi difícil para si. O problema é que não consegue
manter-se interessada neles depois de os conquistar.
Dulcie acha que o casamento é uma chatice. O seu marido até é lindo,
espirituoso e charmoso, mas Dulcie quer desesperadamente mais
emoção na sua vida e está decidida a divorciar-se.
Pru tem tanta autoestima como uma esfregona de chão. Adora o marido
aventureiro e não consegue imaginar a sua vida sem ele. Mas conseguirá
manter o casamento?

Que planos matreiros e maliciosos tem o destino, para três amigas que
acham que sabem o que querem?

Opinião:

Adoro Jill Mansell, com a sua escrita divertida e nada complicada.
Já não lia um livro de Jill Mansell a algum tempo, bem  ja li quase todos, porque a sua escrita diverte-me até as gargalhadas, os trocadilhos e peripécias das sua personagens são deliciosos.
Neste livro temos 3 personagens personagens principais e mais outras tantas, que vão interligar-se entre si, numa mistura coesa, que só Jill Mansell consegue fazer.
Mas neste livro divertido e de uma maneira ligeira a autora fala das complicadas relações entre os casais, e como lidar com a diferença de idade entre homem e mulher assim como o contrario.Muito bom ,aconselho a ler para umas horas bem divertidas e sempre com uma lição a aprender no meio da loucura das personagens que a autora tão bem descreve.
Adorei

Viagem a Capri - Elizabeth Adler



Quando o magnata inglês Sir Robert Waldo Hardwick morre de forma misteriosa num acidente de viação, deixa uma carta a nomear seis pessoas que suspeita lhe tenham desejado a morte. Daisy Keane e o investigador Harry Montana juntam-se para levar os suspeitos (e outros convidados como manobra de diversão) num fabuloso cruzeiro pelo Mediterrâneo, com todas as despesas pagas pelo falecido Sir Robert. O mistério aumenta à medida que vão aportando em Monte Carlo, Saint-Tropez e Sorrento. E as reviravoltas inesperadas são apenas o princípio.
Por fim, chegam à bela Villa Belkiss em Capri, onde será lido o testamento de Sir Robert... e o assassino desmascarado. Com a beleza da paisagem do Yorkshire, as estâncias do Mediterrâneo e o magnífico iate de cruzeiro, mais a atracção intensa entre o solitário Harry Montana e a desconfiada Daisy, as paixões inflamam-se e o encanto da Villa Belkiss deslumbra.
Ninguém escreve viagens maravilhosas ou suspense como Elizabeth.

Opinião:

Mais uma viagem com Elizabeth Adler, com este livro  fui até Capri num cruzeiro pelo Mediterráneo, com muito luxo e lindas paisagens.
Depois da sua morte ,Sir Robert Waldo Hardwick  que previa que iria ser assassinado, deixou uma lista de 6 pessoas, suas amigas, mas que tem algo contra Robert e que de certeza poderiam ter orquestrado o seu assassinato, para que todas embarquem num paradisíaco cruzeiro.No fim da viagem o testamento será lido e também quem foi o seu assassino.Montana e a assistente de Robert, Daisy irão ser os anfitriões desta festa em honra de Robert e também irão investigar qual deles poderia ter morto o seu patrão e amigo.
Gostei bastante deste livro, mistério, amor amizade e sempre as descrições soberbas que a autora já nos habitou .Adorei.

A Loja dos Suicídios - Jean Teulé


Algures, num futuro pós-apocalíptico, podemos encontrar os Tuvache - mãe, pai e três filhos, cujo negócio de família garante as formas mais originais de cometer suicídio! E é no meio deste mórbido conjunto de personagens, de carácter sombrio e carregado de negativismo que encontramos Alan, a ovelha negra da família, uma criança que, para vergonha e desespero da parentela, pula, canta, dança e, imagine-se, sorri.

Opinião:

Um livrinho deveras interessante, com um humor negro magnifico.Uma escrita simples directa e de uma imaginação sombria e hilariante.
Uma família que gere uma loja de suicídios , quem quiser morrer passa por a pequena loja para adquirir todo o tipo de material para ter a morte que deseja.
Os donos desta loja e os seus dois filhos são depressivos e vivem uma vida cinzenta , mas de repente surge i filho mais novo é completamente diferente da sua família, imagine se que o rapaz até sorri, que desfeita grave na família Tuvache.
Este livro de leitura rápida, cheio de ironia e muito divertido.  

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Ligeiramente Perverso - Mary Balogh

A família Bedwyn está de volta. Estes seis irmãos e irmãs são capazes de tudo para concretizarem os seus sonhos… até de mandar às urtigas as normas rígidas da alta sociedade britânica, na qual continuam a fazer os possíveis por não ferir demasiado os sentimentos alheios.

É difícil resistir a Lord Rannulf Bedwyn. Para Judith Law, ele é um sonho tornado realidade. É com este belo desconhecido que a jovem decide passar a única noite de paixão da sua vida. Na manhã seguinte, ela submete-se resignadamente ao deprimente papel de dama de companhia de uma tia rica. Judith nunca pensou voltar a ver o homem a quem se entregou de forma tão arrebatada... e imprópria, muito menos encontrá-lo sob o mesmo teto e a cortejar a sua prima. Só que as aparências iludem. Rannulf não esqueceu a noite que passaram juntos. E Judith luta consigo mesma e com essa memória, à qual não pode ceder sob pena de perder a proteção da tia, o seu único sustento após a ruína da família. Quando um escândalo ameaça destruir a sua já frágil existência, Rannulf não hesita em recorrer ao poder e influência dos Bedwyn para a salvar. Os sentimentos de ambos estão ao rubro. Mas qual o futuro de uma relação que começou com uma paixão despudorada e culminou em humilde gratidão? Poderá o verdadeiro amor nascer de algo ligeiramente perverso?


Opinião:


Mais um encantador livro de Mary Balogh, Rannulf, outro dos famosos irmãos Bedwyn , é o protagonista deste livro.
O seu romance com a jovem Judith vai ser bem atribulado e muito  romântico .Uma leitura absolutamente viciante, e é sempre bom voltar aos livros anteriores ,e as sua personagens, que sempre vão interagir entre si ,o que torna a leitura muito interessante.Gosto muito desta arrogante família, pois são encantadores.
Muito bom, que venha o próximo livro brevemente.

Férias em Sint Tropez - Elizabeth Adler

Numa villa em St. Tropez, no sul da França, cinco turistas que não se conhecem - todos eles a fugirem da sua vida do dia-a-dia - veem-se reunidos à força no pequeno Hotel dos Sonhos. Chez Violette parecera ser o refúgio perfeito para o detetive privado Mac Reilly e a sua namorada/parceira, Sunny Alvarez, e para os seus cães Pirate e Tesoro. Sunny chega primeiro e descobre que foram enganados, juntamente com várias outras pessoas que julgaram estar a alugar aquela elegante casa na Riviera francesa. De repente e de forma inesperada, são forçados a solucionar um crime e a desvendar um homicídio, tendo como pano de fundo a soalheira e glamorosa Saint- Tropez.


Opinião:

Adorei este livro, muitas personagens, cada uma com os seus problemas e mistérios que fez deste livro um dos mais interessantes da autora.
5 pessoas que fogem para Saint Tropez, e que vão unir-se para tentarem descobrir e enfrentar os seus medos.Controem uma forte amizade nesta estranhas férias, que ira mudar as sua vidas.
Adorei também a amizade entrea as duas crianças do livro, Olivier e Little Laureen o pequeno Francês que foi abandonado no hotel pela sua mãe, e a pequena americana que perdeu a mãe e que veste sempre fatos de ballet, são encantadores e vão ajudar-se e aprender a serem novamente felizes.
Um livro de mistério, amizades, glamour, comida e paisagens magnificas.

Intriga em Monte Carlo - Elizabeth Adler

Sunny Alvarez está farta de amar um homem que não se quer comprometer e o desejo de se afastar de tudo é mais forte do que nunca. Em Monte Carlo, espera encontrar descanso e tranquilidade; mas é apanhada numa teia de intrigas que envolvem uma série de roubos de joalharias elegantes. Será que Sunny pode confiar nos novos amigos que conhece naquele hotel glamoroso do Sul de França? A velha amiga de Sunny, a estrela de cinema Allie Ray, que possui uma vinha em França, vem em seu auxílio e tenta, ao mesmo tempo, transformar a vida e a aparência da sua velha amiga, Pru Hilson, com uma mudança de visual que altera não só o seu aspeto desleixado e com excesso de peso, mas converte também Pru numa detetive amadora. Se Sunny não deslindar esta embrulhada, poderá acabar como cúmplice involuntária de roubo, chantagem e até homicídio. Quando o seu namorado, Mac Reilly aparece, vem preparado para fazer tudo para recuperar Sunny, não sendo de somenos ter de resolver os crimes e salvar-lhe a vida. Repleto de pormenores decadentes e com a escrita inconfundível que tem encantado a legião de fãs de Elizabeth Adler, Intriga em Monte Carlo é uma perfeita gema e uma perfeita evasão.

Opinião:

Mais uma viagem a França, e ao glamour e mistério .A dupla Sunny e Mac, vAI envolver-se numa intrigante aventura e com muito perigo e peripécias bem ao estilo da autora.
Um livro delicioso que fez-me viajar por algumas belas cidades, de França , Praga e pela exótica Índia , uma leitura  muito descontraída .